Projeto Fendas

O Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho conta com uma equipe de profissionais em diferentes áreas (ressaltando-se a cirurgia plástica, a odontologia e a fonoaudiologia), preparada para o atendimento a pacientes portadores de malformações congênitas, principalmente as fendas lábio-palatais (lábio leporino) e microtia (ausência de orelha). Essa equipe tem o apoio de todas as outras especialidades, disponíveis no Hospital Universitário e no Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira, para propiciar o melhor acompanhamento e tratamento do paciente.

A proposta do Projeto Fendas do HUCFF (Pró-Fendas HU) é oferecer atendimento gratuito e de qualidade, à população carente, portadora de tais malformações.

O paciente, habitualmente, é encaminhado ao ambulatório de cirurgia plástica pela maternidade, pelo pediatra, ou por indicação de familiares de outros pacientes.

O ideal é que a criança seja encaminhado ao HU o mais cedo possível, pois mesmo que não esteja ainda na idade para a cirurgia, ela será preparada e avaliada por outros especialistas.

O Serviço está apto para atender pacientes de qualquer idade.

Os profissionais atuam dentro de suas especialidades, mas em comum acordo, visando o seguimento de um protocolo estabelecido.

Durante o primeiro atendimento é fornecido um manual de orientação básica aos familiares, para esclarecimento das dúvidas mais comuns.

Depois de estabelecido o plano de tratamento, o paciente é submetido a exames clínicos e laboratoriais para preparo para a cirurgia.

Mesmo após a cirurgia, o paciente continua a ser acompanhado pelo Serviço por períodos longos, de preferência até o desenvolvimento facial total, com correção de alterações conseqüentes a este desenvolvimento, o que ocorre, geralmente, em idade adulta.

Nosso Hospital está equipado com equipamentos de ponta e temos condições de oferecer tratamento de qualidade.

Temos mais de 1000 pacientes cadastrados em nosso Projeto.

Queremos ampliar nossa prestação de serviço a uma faixa maior da população. Muitos não sabem da disponibilidade de tal atendimento especializado, e gratuito, na rede pública de hospitais. Nossa meta é multiplicar o número de pessoas atendidas, acompanhadas e tratadas em nossa Instituição.